sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

SÉRIE: Radioamador para Leigos - Parte 1

Olá,

Vou dar início a uma série de posts explicando para aqueles que ainda não conhecem o que é ser e o que faz um rádio amador. O objetivo é ser o menos técnico possível e mostrar a todos o quanto o rádio ainda pode ajudar em muitas situações. Vou entrar em assuntos técnicos, mas sem tecniquês, para mostrar as tecnologias existentes e o quanto os radioamadores usam essas tecnologias para prover comunicação ao redor de todo o mundo.

Primeiramente, você sabe o que é e o que faz um rádioamador?

Bom, radioamadorismo é um robby geralmente desenvolvido por pessoas que trabalham na área de eletrônica, tecnologia, radio entre muitos outros, claro que existem pessoas que utilizam o rádio e não possuem nenhum conhecimento dessas áreas, isso que é interessante, o rádio possibilita que qualquer pessoa, desde que habilitada o utilize. O grau de pesquisa e estudos vai do gosto de cada um. Muitos utilizam o radioamador apenas para fazer amigos em todo o mundo, trocar experiências, culturas ou falar sobre qualquer tipo de assunto.
Eu particularmente faço algumas pesquisas e leio muito a respeito de novas tecnologias e gosto de fazer algumas experiências mais técnicas, mas com certeza o mais prazeroso é conversar com pessoas que estão a quilômetros de distância, sabendo que essa comunicação dependeu apenas de mim para fazer, e que eu não preciso pagar nenhuma mensalidade para isso, está a minha disposição e de "graça". Também utilizo o rádio no carro para pegar informações de trânsito e ajudar aqueles que precisam de algum tipo de informação. Utilizo para passar o tempo conversando com muitos amigos que assim como eu estão presos no trânsito de São Paulo.
Enfim, são muitas possibilidades, você pode conversar com amigos que estão em outras cidades, em outros estados e até em outros países.

Além de todas essas possibilidades de comunicação o radioamador presta um grande serviço para a comunidade nos momentos de catástrofes, ajudando a levar informação onde não existem mais telefones nem energia elétrica, como diz o lema do blog, “quando tudo mais falhar, radioamador”. E é isso mesmo, o único meio de comunicação a prova de falhas no mundo é o rádio. E não pense que provemos apenas comunicação, existem radioamadores que formam grupos e prestam um serviço de assistência social a quem precisa. De uma coisa eu não tenho dúvida, os radioamadores conseguem facilmente prover uma comunicação em qualquer lugar que esteja.

Quem não se lembra das chuvas em Santa Catarina no ano passado, e agora as chuvas no Rio de Janeiro. Os radioamadores estão presentes nesses momentos, vejam outros posts com reportagens sobre a ajuda dos radioamadores perante as catástrofes. Outro exemplo onde a sociedade pode contar com os radioamadores foram nos ataques de 11 de setembro nos Estados Unidos. Com certeza em muitas outras situações o radio esteve presente.

Tudo isso e muito mais fazem parte do dia a dia do radioamador.

Essa é só uma introdução sobre essa série de posts (Radioamadores para Leigos). Alguns posts que virão:

Você sabia que Radioamadores conversam com astronautas na Estação Espacial?
Você sabia que é possível transformar um computador de casa em um rádio?
Você sabe o que são estações repetidoras?
Você sabia que radioamadores interligam seus rádios com a internet?
Você sabe como funcionam as frequências de rádio?
E muito mais......

73!

Nenhum comentário:

Postar um comentário